Pessoas andando com livros na mão, crianças deitadas em almofadas compartilhando histórias, escritores conversando, editores apresentando obras mato-grossenses e música ao vivo. Isto, combinado com o clima agradável, é um pouco de como foi a primeira Feira do Livro de Chapada dos Guimarães (FLIC), que aconteceu neste sábado (14) no centro da cidade. Segundo o editor-sócio da Carlini e Caniato Editorial, Ramon Carlini, o evento foi um verdadeiro manifesto.

“A questão da feira não era somente vender livros. Nosso intuito maior era fazer um manifesto. Eu, como editor, vi isso como um movimento de falar ‘olha, nós existimos’. Nós produzimos, geramos conhecimento, temos um rol imenso de escritores que amam e fazem literatura em Mato Grosso. Precisamos dar visibilidade para essas pessoas”, disse Ramon.

Para o editor, a primeira Feira do Livro de Chapada dos Guimarães ultrapassou as expectativas. “As pessoas estavam realmente aguardando uma ação neste sentido. Muitos vieram de Cuiabá prestigiar o evento”, contou. A FLIC começou às 9h com abertura feita pelo Quinteto Camerata. O escritor Everton Barbosa e músico Alvaro Mendes também fizeram uma apresentação musical de MPB.

A Carlini e Caniato Editorial (Tanta Tinta) esteve presente na FLIC ao lado do Fusca Sebo (Rua Antiga), do casal Marília Bonna e Thiago Sinohara. O evento aconteceu sem verba pública. “Nós precisamos de incentivos. Precisamos ser valorizados. Se aqui em Mato Grosso existe uma produção editorial, quer dizer que é um mercado que está em movimento. Existe uma demanda. Vi na feira uma grande quantidade de professores. Tentamos sair das fronteiras do estado, mas ainda temos muita dificuldade. A gente trabalha com muita dificuldade”, afirmou Ramon.

O editor ainda mencionou a falta que estes livros fazem nas escolas e bibliotecas públicas do estado e município. “Existem muitos escritores sendo editados aqui. Uma feira desta desmistifica esta falta de produção no estado. Dá para ver que temos muitos autores. Há um ano, nos reunimos com a Secretaria de Estado de Educação. Eles selecionaram vários títulos, mas estas obras ainda não estão circulando nestes espaços”, concluiu Carlini.

A primeira Feira do Livro de Chapada dos Guimarães foi organizada pela escritora e pesquisadora Amélia Alves. Participaram do evento os seguintes parceiros: Carlini e Caniato Editorial (TantaTinta), editora Entrelinhas, editora Patuá (São Paulo), Bazar do Livro, Editoria Primeira Página, Fusca Sebo e Inclusão Literária.

(Da Assessoria)

Feira do Livro de Chapada dos Guimarães FLIC 2 Feira do Livro de Chapada dos Guimarães FLIC 3 Feira do Livro de Chapada dos Guimarães FLIC 4 Feira do Livro de Chapada dos Guimarães FLIC 10 Feira do Livro de Chapada dos Guimarães FLIC 16 Feira do Livro de Chapada dos Guimarães FLIC 20

Feira do Livro de Chapada dos Guimarães FLIC 24 Feira do Livro de Chapada dos Guimarães FLIC 25