Acontece neste sábado (14) a primeira Feira do Livro de Chapada dos Guimarães (FLIC), na Praça Don Wunibaldo, centro da cidade, das 9h às 17h. A abertura do evento ficará por conta do Quinteto Camerata. No local, os visitantes encontrarão livros de autores brasileiros, principalmente mato-grossenses, através dos parceiros Carlini e Caniato Editorial (TantaTinta), editora Entrelinhas, editora Patuá (São Paulo), Bazar do Livro, Fusca Sebo e Inclusão Literária.

“A minha expectativa é muito grande, pois se houver a aceitação da população residente e dos visitantes, isso significará que o livro ainda tem o poder de seduzir e, aí sim, continuarmos nos empenhando para a realização de novos eventos nesse segmento, ampliando o número de dias, autores convidados, apresentações artísticas, trazendo uma maior visibilidade também para a cidade, que tem no turismo uma atividade importante na geração de renda”, disse o editor-sócio da Carlini e Caniato Editorial, Ramon Carlini.

De acordo com Ramon, uma feira, além de ser uma grande vitrine, é também um momento em que a população amante dos livros pode ter contato direto com os autores e editores. No entanto, ainda há desafios para que estes eventos consolidem-se no estado. “As dificuldades foram relacionadas a falta de recursos para implementar um número maior de ações culturais, divulgação, mídia, recursos humanos. Quanto a aceitação observo que a população aplaude a iniciativa, já que é um tipo de evento que não ‘agride’ a cidade com um fluxo muito grande de visitantes, o que sempre ocasiona problemas, principalmente quanto aos serviços básicos, como falta d´água, sujeira em excesso nas ruas, poluição sonora, etc”, afirmou o editor. 

Quanto ao mercado editorial em Mato Grosso, Carlini explicou que estamos caminhando a passos curtos, mas seguros. “Ainda falta muito incentivo governamental, tanto que a nossa editora jamais vendeu livros para bibliotecas de Mato Grosso. Nossos livros são mais aceitos fora do estado. Mas sei que isso será superado logo, quando o Governo do Estado começar a adquirir livros das Editoras de Mato Grosso, que aliás, deixando a modéstia de lado, não devem nada em qualidade se comparadas às editoras do eixo Rio-São Paulo, basta observarem”.

Além da apresentação do Quinteto Camerata na abertura, a FLIC conta com outras atividades em sua programação, como, por exemplo, o lançamento do livro de contos “Pedro Canoeiro” (editora Patuá), da organizadora Amélia Alves. Haverá também oficinas de criação para crianças com as professoras da cidade, Carla Ronqui e Miriam Marclay, em parceria com as atividades do Inclusão Literária, de Clóvis Mattos. O professor e escritor Everton Barbosa participará relembrando músicas da MPB com seu violão.

A primeira Feira do Livro de Chapada dos Guimarães está sendo organizada por Amélia Alves. Com foco na literatura mato-grossense, a FLIC também contará com a presença de diversos escritores. Dentre eles, podemos citar: Izan Petterle, Paulo Pitaluga, Jackson Valério, Neide Silva, Alexandre Tarelow, Marta Cocco, Ivan Belém, Everton Barbosa, John Coningham, Amélia Alves, Anna Maria Ribeiro, José Eduardo Fernandes Moreira da Costa, Eduardo Mahon, Neila Barreta, Stéfanie Medeiros e Rai Reis “Podemos esperar uma grande festa com a população, com os autores, editores, artistas em geral”, finalizou Ramon. 

Serviço

Primeira Feira do Livro de Chapada dos Guimarães (FLIC)

Data: Sábado (14)

Horário: Das 9h às 17h

Local: Praça Don Wunibaldo, Centro, Chapada dos Guimarães (MT)

(Da Assessoria)