Paulo-Pitaluga

Historiador, ex-presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso (IHGMT) e autor de mais de 20 livros. Paulo Pitaluga tem extensa produção, sendo que seu foco principal é a história de Cuiabá e Mato Grosso. Desde 1999, vem coordenando a série Publicações Avulsas, do IHGMT, com 67 títulos publicados, abrangendo reedições de obras, artigos raros e de difícil obtenção. A sua especialização é na história colonial, em especial, no denominado Mato Grosso espanhol dos séculos XVI e XVII.

Pela Carlini e Caniato Editorial, já publicou vários títulos. Destes trabalhos, estão disponíveis para todo o Brasil as seguintes obras: “Cuyaverá – Cuiabá: a lontra brilhante”, “Erros e Mitos na História de Mato Grosso”, “Aleixo Garcia o Homem e Mito”, “Estudo Bibliográfico da História, Geografia e Etnografia de Mato Grosso”, “Índios Xarayés”, “São Gonçalo Velho – povoação cuiabana pioneira” e “Índios Cuyabás”. Saiba mais sobre cada uma delas:
“Cuyaverá – Cuiabá: a lontra brilhante”

Cuyavera

Intrigado pelas lendas e estórias que norteiam a origem do nome Cuiabá, o autor mergulha em uma pesquisa histórica e etimológica profunda em busca de fatos, documentos e mapas que comprovem sua origem.

Compre AQUI.

“Erros e Mitos na História de Mato Grosso”

Erros-e-Mitos

A obra analisa determinados erros na história de Mato Grosso, erros marcantes, alguns dando origem até mesmo a alguns impressionantes mitos, que se mantiveram incólumes e se consolidaram, como se tivessem os fatos realmente acontecidos. Não pretende-se restaurar a história, nem resgatara veracidade de determinados aspectos que foram até hoje contados. Nem tão pouco culpar os historiadores de nosso passado. Esses tiveram o incrível mérito do pioneirismo intelectual e conseguiram construir pouco a pouco, com todas as dificuldades da pesquisa num Mato Grosso isolado e distante, todo o alicerce de nossa monumental historiografia. Apenas queremos mostrar, com atenta pesquisa documental e bibliográfica, acrescida de uma análise crítica, uma história mais realista e mais verdadeira, relatando fatos mais concretos e, principalmente, mostrando personagens no exato tamanho em que realmente se colocaram.

Compre AQUI.

“Aleixo Garcia o Homem e Mito”

Aleixo-Garcia

Aleixo Garcia foi um soldado/marinheiro e aventureiro a serviço do Império espanhol. Por volta de 1523, quando os portugueses nem mesmo haviam fundado uma única povoação sequer no Brasil recém-descoberto, Garcia realizou a incrível façanha de ter sido o primeiro homem branco, europeu e cristão a expedicionar pelo centro da América do Sul, do litoral atlântico até os contrafortes da cordilheira dos Andes. Foi e não voltou, mas deu notícias e mandou amostras do que encontrou nos Andes.

Compre AQUI.

“Estudo Bibliográfico da História, Geografia e Etnografia de Mato Grosso”

Estudo-Bibliografico-da-Historia-Geografia-e-Etnografia-de-Mato-Grosso

Nesta segunda edição da “Bibliografia mato-grossense” constam as listagens anteriores adensadas com a incorporação de estudos importantíssimos lançados ou dados a conhecer nos últimos 17 anos. São estudos recentes, muitos deles não publicados, disponíveis em bibliotecas universitárias, necessitadas de divulgação, para diminuir o risco de se deixar de lado contribuições bibliográficas valiosíssimas.

Compre AQUI.

“Índios Xarayés”

Índios-Xarayés

Doze relatos quinhentistas produzidos por conquistadores espanhóis que adentraram pelo pantanal ou tiveram seguras informações sobre os Xaraiés. que na etno-historiografia mato-grossense, são índios tipicamente do século XVI. Apenas nesse século a história fincou registros confiáveis de contatos efetivos do homem branco, europeu e cristão, com os referidos bárbaros y ynfieles.

Compre AQUI.

“São Gonçalo Velho – povoação cuiabana pioneira”

Sao-Goncalo-Velho

São Gonçalo Velho é a povoação urbana mais antiga de Mato Grosso e em especial da região do vale do rio Cuiabá, sendo que sua ocupação populacional nunca sofreu qualquer descontinuidade desde 1718. Sua memória histórica e social sempre foi relegada a um segundo plano na historiografia regional, vez que sempre se priorizou as pesquisas e os textos acerca de Cuiabá, as lavras do Sutil por excelência, em detrimento de seus primeiros arranchamentos.

Compre AQUI.

“Índios Cuyabás”

Indios-Cuyabas

A historiografia mato-grossense é rica em citações acerca dos índios Cuiabás. Autores vêm afirmando e reafirmando a existência dos mesmos, dando subsídios etnológicos, localização geográfica e vínculos étnicos. O fato é que está razoavelmente bem aceita nos meios intelectuais de Mato Grosso, científicos ou não, a existência dos índios Cuiabás e é disto que trata esta obra.

Compre AQUI.

(Da Assessoria)