Eduardo Mahon 1

Autor de dois livros de contos e um romance, o advogado Eduardo Mahon agora faz sua estreia na poesia com a “Trilogia da Palavra”, publicado pela Carlini e Caniato Editorial. O lançamento de “Meia palavra vasta”, “Palavra de Amolar” e “Palavrazia” será no dia 26 de abril, terça-feira, às 19h30, no Museu Histórico de Mato Grosso.

“O sujeito lírico revela um certo descaso com os cuidados e se entrega ao exercício poético livre de receitas ou recomendações. Sabe ele que poesia não entende de limites e não aceita ressalvas”, escreveu a professora de literatura da Unemat, Marli Walker. Os livros da “Trilogia da Palavra” são compostos quase ao todo por hai-cais. São, como definiu o próprio Mahon, um “bonsai de palavras”.

Eduardo Mahon 6

“O hai-cai tradicional faz uma fotografia de uma sensação. Nesta minha trilogia, eu quis fazer algo mais provocativo, algo para despertar a reação do leitor mesmo”, disse Mahon. De acordo com o autor,  a mensagem que permeia sua trilogia é curta, mas ampla: É compreensível e de forte apelo interpretativo.

A ideia de fazer uma trilogia poética surgiu em etapas. Primeiro, Mahon reuniu vários de seus hai-cais em um livro que, mais tarde, tornou-se o “Meia palavra vasta”. Um tempo depois, ainda produzindo seus versos, decidiu dividir os novos hai-cais em duas obras, que tornaram-se o “Palavra de Amolar” e “Palavrazia”.

“No primeiro, a pegada é mais os vários sentidos dos hai-cais. No ‘Palavra de Amolar’, os versos tornam-se mais críticos, mais provocadores. Já no último livro da trilogia, o ‘Palavrazia’, temos uma tônica diferente para o amor que não só o lirismo”, explicou Mahon. Em seus versos, também encontramos questões existenciais que geralmente incomodam tanto leitores, quanto o escritor.

O lançamento da “Trilogia da Palavra” vem também com uma novidade: Os vídeos poéticos. Com apenas 15 segundos (ou menos), os vídeos contendo um hai-cai podem ser compartilhados na televisão, no instagram, no facebook, via whatsapp e tanto outros meios de comunicação. “O hai-cai tem uma estrutura tão versátil que é possível que ele transite em várias plataformas, atingindo um público maior e mais diverso”, disse o autor.

Sobre o autor

Eduardo Mahon nasceu no Rio de Janeiro, mas mora em Mato Grosso desde 1980. Articulista, polemista, advogado, professor de criminologia, direito penal e processual penal, membro do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais. Ingressou na Academia Mato-Grossense de Letras em 2007, ocupando a cadeira 11, cujo patrono é August João Manuel Leverger, o Barão de Melgaço. É também sócio correspondente da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras.

Pela Carlini e Caniato, já publicou os livros de contos “Nevralgias” e “Doutro Funéreo e outros contos de morte” e também o romance “O cambista”.

Para adquirir “Nevralgias”, clique AQUI.

Para adquirir “Doutro Funéreo e outros contos de morte”, clique AQUI.

Para adquirir “O cambista”, clique AQUI.

Serviço

Lançamento da “Trilogia da Palavra”

Data: Terça-feira, 26 de abril

Horário: 19h30

Local: Museu Histórico de Mato Grosso

Endereço: Praça da República, 131, Cuiabá – MT.

Eduardo Mahon 2 Eduardo Mahon 3 Eduardo Mahon 4