“Duplo Sentido”, de Luiz Renato Pinto e Carlos Barros, é muito mais do que um livro. Na verdade, é dois em um. De um lado, temos os escritos de Renato e, do outro, de Carlos. “Duplo Sentido” é uma das obras vencedoras do edital de incentivo à cultura da Prefeitura de Cuiabá. O lançamento conjunto está previsto para novembro deste ano.

De acordo com Luiz Renato, os dois amigos estavam há mais de vinte anos sem se verem. A parceria surgiu quando Renato visitou Carlos em Recife, em 2015. Foi na ocasião que os dois decidiram celebrar a amizade com uma obra em conjunto.

“Depois de quase vinte anos de ausências, nos reencontramos e descobrimos que o fazer poético de outrora ainda estava presente. Cada um seguindo seu caminho próprio, a dedicação à cultura, através da literatura, continuava viva. Luiz em seu mister de professor e escritor, com dois livros lançados e eu de volta ao trabalho como bancário e com dois livros publicados no período. Resolvemos publicar uma obra em que se pudesse mostrar um pouco de cada uma de nossas trajetórias”, contou Carlos Barros.

“Duplo Sentido” traz em ambos os lados uma coletânea de crônicas e contos de versam sobre diversos assuntos, dentre eles livros, filmes, teatro e viagens poéticas. Segundo Carlos Barros, o livro é a reunião de textos lavrados durante “sua existência”. Já Luiz Renato destaca as narrativas com enfoque em aspectos da condição humana.

O lançamento em Cuiabá ainda não tem data marcada, mas será feito com a presença de todos os autores vencedores do edital de incentivo à cultura, dentre eles Marilza Ribeiro, Cristina Campos, Wuldson Marcelo, Santiago Santos, Rafaella Elika, Luck Mamute e os autores de “Duplo Sentido”. Carlos Barros ainda ressaltou que depois também haverá um lançamento em Recife.

Luiz Renato

Luiz Renato, 54 anos, nasceu em Maringá, Paraná. Atualmente mora em Cuiabá, Mato Grosso, onde trabalha como professor de língua portuguesa e literatura. Já publicou três livros: “Cardápio Poético”, em 1993; “Matrinchã do Teles Pires”, em 1998 e “Flor do Ingá”, 2014.

O gosto pela escrita surgiu na década de 90, por influência da mãe. Desde então, começou a trilhar sua carreira literária. “Minha rotina é ler e escrever. A literatura entra nos espaços vagos. Luto para que eles sejam sempre prioridade, mas não me sustento com a literatura”, contou Luiz.

Sobre os prêmios de literatura e editais de incentivo, o autor ressalta a importância deste tipo de ação, mas acrescenta que deveriam ser acompanhados de uma agenda onde os escritores fazem visitas nas escolas públicas.

Carlos Barros

Carlos Barros, 64 anos, nasceu em Recife, onde reside atualmente. É autor de “Fênix” (1989), pela Editora Arte Quintal, de Belo Horizonte; “Poesia, Carlos Barros e Paulo Rocha” (2001), pela Edições Tiê, de Recife; “quest” (2007), pela Editora Livro Rápido, de Olinda. Em 1976, publiquei um livro artesanal, chamado “Punhesias”, como participação na I Mostra Internacional de Arte Correio em Recife.

A escrita surgiu em sua vida durante a adolescência. “A escrita sempre foi minha manifestação predileta, talvez pelo baixo custo de sua produção e praticidade de seu exercício; escrevi muito em guardanapos de bar, em qualquer papel, ou mídia, que tivesse à mão. Na verdade, nunca pensei em ser escritor. Sempre trabalhei como assalariado. O ofício de escritor sempre foi exercido em “terceiro expediente”, contou Carlos.

O autor considera o apoio governamental à projetos culturais louvável e necessária. “A cultura no Brasil vem sofrendo uma degradação constante e progressiva, comandada principalmente por meios de comunicação comprometidos com lucro financeiro e sem interesse em contribuir para o brotar de nossa Cultura. Diante desse quadro em que tudo é importado sem a preocupação com o conteúdo cultural, nossas manifestações vão desaparecendo, esmagadas pela avalanche de culturas exógenas. É fundamental que as diversas Leis de Incentivo possibilitem o surgimento das várias nuances culturais do brasileiro”, finalizou.

Carlini & Caniato Editorial

Rua Nossa Senhora de Santana, 139 – sala 3 – Edifício Acará
Bairro Goiabeira – Cuiabá – Mato Grosso
CEP.: 78020-122
Tel.: 65 3023-5714