Captura de Tela 2016-05-20 às 10.47.46

Santiago Villela Marques é um dos autores publicados em Mato Grosso mais premiados em âmbito nacional. Pela Carlini e Caniato Editorial, o escritor já publicou os livros “Correspondências”, “Selvagem” e “sósias”.

Em “Correspondências” (2012), Santiago transita por temas que relacionam o mito e suas diversas faces, o fantástico, o intimismo, a dualidade do homem, combinados com todo o cabedal ocidental literário, dos clássicos gregos aos contemporâneos, brasileiros e estrangeiros. A obra é uma seleção de alguns dos melhores contos do autor, com seu estilo forte, envolvente e cativante, que dialogam com a essência humana.

Já a leitura de Selvagem (2013) nos coloca diante da complexidade do sujeito que se recusa a fazer parte de uma civilização barbarizada. Com versos breves, em uma linguagem clara e nominal, o poeta diz as contradições e desajustes do homem nessa civilização. Como na metamorfose de Kafka, mas às avessas; o poeta percebe o bicho que amanhece, de repente, humano. Em vez do sentimento do absurdo que nos toma e nos leva a um mundo imaginário, o poeta é tomado pelo sentimento de mundo drummondiano, do homem diante de suas limitações, ou seja, um “eu” tão menor que o mundo.

“Sósia”, seu livro mais recente, reúne 12 contos contemporâneos que tratam das dualidades e dos antagonismos; urbanidade e natureza; passado e futuro; vida e morte; homem, máquina e animal; o espelho que não retrata apenas o que projeta. As instigantes profundezas da mente são abordadas com lucidez e criticidade nesta obra, publicada em 2015.

Sobre o autor

Santiago Villela é formado em Jornalismo pela Faculdade de Comunicação Social Cásper Líbero, onde se especializou em Teoria da Comunicação, e em Letras pela Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat); é doutor em Estudos Literários pela Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara, Universidade Estadual Paulista (FCLAR/Unesp). Ao lado da atividade literária, é professor e leciona Literatura, História da Arte, Mitologia e Antropologia.

Dentre suas obras premiadas, estão: “O bom dragão” (1º lugar no Prêmio Sesc Monteiro Lobato de Conto Infantil, 2009); “Centauros” (2º lugar no Prêmio Sesc Machado de Assis de Contos, 2009); “Aujé, Presidente do Brasil” (1º lugar no Prêmio Sesc Monteiro Lobato de Conto Infantil, 2010); e “Asas” (3º lugar no Prêmio Sesc Machado de Assis, 2011). Outros trabalhos do autor receberam menção honrosa e figuram em coletâneas do Prêmio Sesc de Poesia Carlos Drummond de Andrade (2008, 2010), Prêmio Sesc de Contos Machado de Assis (2008, 2010), Prêmio Sesc de Conto Infantil Monteiro Lobato (2011) e Prêmio de Contos Ignácio de Loyola Brandão (2007).

Onde comprar

Adquira “Correspondências” clicando AQUI.

Adquira “Selvagem” clicando AQUI.

Adquira “Sósias” clicando AQUI.